O que a mãe pode fazer pela boa visão dela e do bebê?

Luana Rodrigues

A gravidez é um período em que o corpo da mulher se transforma, um novo ciclo começa, e o cuidado tem que ser redobrado. A saúde da mãe passa a ser a saúde do filho que está sendo gerado.  Realizar todos os exames pré-natais são fundamentais para garantir que tudo corra bem com a gestação.

E você sabia que a saúde visual da mãe pode ser afetada durante o período de gestação? O ambiente, as alterações hormonais, e até o ganho de peso, podem influenciar no bom funcionamento da visão.  

Confira neste artigo, alguns dos principais cuidados que toda mulher precisa ter durante a gestação para que tudo ocorra bem com a sua da mãe e do bebê.

 

Alterações na saúde da mãe durante a gravidez

Durante o período de gravidez,  a mulher sofre alterações hormonais, que muitas vezes são aliadas à condições externas e que podem afetar o funcionamento do seu sistema visual e impactar no desenvolvimento do feto.

Se a mulher passa grande parte do dia exposta ao ar condicionado, vento, poeira ou fumaça, pode haver a possibilidade da Síndrome do Olho Seco. Isso porque, o desequilíbrio hormonal da mulher pode afetar a produção de lágrimas ou causar a evaporação excessiva do líquido lacrimal, o que prejudica a lubrificação natural dos olhos.

A Síndrome do Olho Seco é, geralmente, uma condição menor e temporária, que desaparece quando a criança nasce.

Gestantes que usam óculos para correção de algum problema visual, podem ter um aumento do grau. A retenção de líquido e o aumento de peso, podem alterar a espessura e o formato da córnea, alterando o funcionamento do sistema visual.

 

Cuidados com o bebê durante a gravidez

Uma condição comum durante a gravidez é a pré-eclâmpsia. Tendo como característica o aumento da pressão arterial, a doença tem como sintomas o aparecimento de pontos pretos na visão da mulher.

Se a pré-eclâmpsia evoluir, essas complicações passam também para o bebê. Em alguns casos, pode acontecer um parto prematuro, ou seja, o organismo do bebê não está completamente desenvolvido para o nascimento.

 

A visão do bebê e os cuidados nos primeiros anos de vida

“O olho humano é um órgão extremamente complexo. Esse desenvolvimento acontece aproximadamente até os sete anos. É importante tratar as doenças de olhos nessa fase para garantir as funções dos órgãos na vida adulta. Algumas doenças causadoras de cegueira reversível só podem ser tratadas e corrigidas se abordadas precocemente.”  Dra. Juliana Guimarães, médica oftalmologista e especialista em retina do Hospital de Olhos Dr. Ricardo Guimarães.

Durante a sexta semana de gestação os olhos começam a se desenvolver. Mas somente nos primeiros meses de vida que a visão do bebê vai se aprimorando.

No primeiro mês de vida toda criança deve ser submetida ao “teste do olhinho”. Um exame capaz de detectar a catarata congênita e tumores em estágio avançado.  Neste primeiro teste, não será possível identificar outros problemas como erros de refração, estrabismo e infecções.

“Como boa parte das doenças não provocam alterações estéticas ou comportamentais, muitos pais só ficam sabendo que seus filhos têm doenças ou problemas visuais, naquele momento já em estágio avançado ou irreversível. Por isso, é fundamental que bebês e crianças mantenham a frequência de consultas de, seis em seis meses, até completarem dois anos” explica Dra. Juliana.

Quer saber mais sobre os cuidados que você deve ter com sua criança quando ela chegar na fase escolar? Confira um post sobre como reconhecer os principais sintomas da miopia durante a infância.